terça-feira, fevereiro 24, 2009

São Leonardo da Galafura, "a beleza absoluta"

O Doiro sublimado.

O prodígio de uma paisagem que deixa de o ser à força de se desmedir.

Não é um panorama que os olhos contemplam: é um excesso de natureza.


Socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico podem traduzir, horizontes dilatados para além dos limiares plausíveis da visão.


Um universo virginal, como se tivesse acabado de nascer, e já eterno pela harmonia, pela serenidade, pelo silêncio que nem o rio se atreve a quebrar, ora a sumir-se furtivo por detrás dos montes, ora pasmado lá no fundo a reflectir o seu próprio assombro.


Um poema geológico. A beleza absoluta.

Miguel Torga in Diário XII



No passado Domingo fui finalmente conhecer São Leonardo da Galafura, um pequeno lugar do concelho do Peso da Régua que possui um miradouro que faz deste um local único. As minhas imagens e as palavras de Miguel Torga falaram por mim.

6 comentários:

elsadossantos disse...

lindo!
mt bom :)
as imagens e as palavras do "poeta da terra" formaram um casamento perfeito para um post à altura ;)
*

rosacuriosa disse...

irritam-me as coisas bonitas que tu vês :) *

Caracolinho disse...

É um sítio lindo, é uma imensão de beleza inexplicável carregada de história...também já fiz um post dedicado a S.Leonardo da Galafura!

Beijinhos***

Ticha disse...

Não fui por aí, mas estive perto! ;)

Ainda andamos sintonizados! Ehehehe
Alentejo, Porto, Douro!

Bjokas
Ticha

José Eduardo disse...

ticha,

já tinha saudades de um comentário teu! :) sejas bem regressada! :)

beijinho.

Ticha disse...

eheh
Já tinha visto as tuas fotos do Douro! Precisamente no dia em que estava a editar as que eu tirei também tirei por lá! ;)
"Curioso" - pensei!

Bjokas
Ticha

p.s.: O Instantes está em stand by! Os meus olhares andam agora pelo Coisas_Coloridas