domingo, junho 22, 2008

Nas Fontainhas é de estalo! (...)

A fonte das Fontaínhas, fotograda por Domingos Alvão em finais do séc. XIX. Local onde desde sempre pode ser vista a mais tradicional das cascatas sanjoaninas


A noite veio das mais fluidas, com um céu azul-escuro, pouco luar. Eles saíram no alvoroço meridional das festas, e Flora sentia o coração com risos, e achava lindos os balões venezianos das ruas, em túneis feéricos, de indianos brilhos. Ao pé das cascatas o povoléu empurrava-se. A música tocava o São João. E os bandos de festeiros passavam com violência, de braços dados, chapéus de palha, cantarolando em coro. A alegria doidejava, peninsular e rumorosa com a tontura do vinho e de amores. Das janelas cheias deitava-se fogo, dentro corria um bem-estar risonho e na rua compacta ia um frémito – como se em toda aquela gente houvesse umas grandes núpcias de coração. Os buscapés rabiavam; (...) e no azul veludoso os foguetes estoiravam em girândolas, e punham lágrimas.

Júlio Brandão


A mesma fonte, aqui vista por Jorge Ricardo Pinto em Dezembro de 2006

3 comentários:

JoaoP disse...

As Fontaínhas... Embora não se aguentasse o fedor a partir de certa altura, tinha sempre piada explorar alguns cantos, sem grandes receios de roubos e afins.
Memoráveis tardes passei eu por lá, há uns valentes anos atrás ;)

Vânia Dias disse...

O Portus Cale também lavou a cara :) Não fugi, Zé. Épocas complicadas, mas obrigada :)

Bom S. João. beijinhos*

Anónimo disse...

Olé...
Boa mudança de imagem, mantem-se simples e de bom gosto. Bom S.João, boa farra...
Estrelicia