terça-feira, março 18, 2008

Vou levar o meu filho às Antas


"No tempo da minha avó, a velha travessia da periclitante ponte D. Maria, à chegada ao Porto, era sempre antecedida de um acto de contricção, rezado em voz alta no silêncio da carruagem - e eu aterrorizado, de mão dada com ela, olhando as águas escuras do rio, lá em baixo, que esperavam para me engolir.
Disso, está agora poupado o meu filho. Infelizmente, já não chegaremos também a S. Bento, depois de mergulharmos naquele túnel escuro, cheio de fuligem e ruídos metálicos de travões sob os carris, mas que dava um ar final de mistério e aventura à viagem. Sairemos antes em Campanhã e apanharemos um táxi para eu lhe mostrar a minha terra:..."

Miguel Sousa Tavares in Não Te Deixarei Morrer David Crockett


Foto de SoundRider

2 comentários:

Vânia disse...

adorei este livro. Boa recordação :)

scavenger disse...

essa foto de baixo roça o deprimente :D