quinta-feira, julho 26, 2007

Berço

Terreiro da Sé, Igreja dos Grilos e Ponte D.Luís I, vistas do Mirante da Rua da Bataria da Vitória, anteontem.


(...) Uma beleza funda, grave, rude e rouca. Escadas, arcadas, ruelas abrindo para o fundo do mar da cidade. E, aqui e além, um rosto emergindo do fundo do mar de vida.
Porque ali é a cidade onde pela primeira vez encontrei os rostos de silêncio e de paciência cuja interrogação permanece.
Porque ali é o lugar onde para mim começam todos os maravilhamentos e todas as angústias.

(...)
Porque nasci no Porto sei o nome das flores e das árvores e não escapo a um certo bairrismo. Mas escapei ao provincianismo da capital.



Sophia de Mello Breyner Andresen. A Pátria dentro da Pátria.



1 comentário:

Smiling disse...

Porto e Sophia = bela mistura :)